ANVISA EMITE ALERTA A SERVIÇOS DE SAÚDE.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) está orientando profissionais que trabalham em Aeroportos, Portos e em fronteiras quanto à detecção de casos suspeitos do Coronavírus, e a utilização de equipamentos de proteção individual (EPI’s), de acordo com protocolos da Agência em eventos de saúde pública. Procedimentos de limpeza e desinfecção nos terminais também foram intensificados. 

Nesta quinta-feira 23.01, o Ministério da Saúde divulgou um novo Boletim Epidemiológico (51/2020) sobre o novo coronavírus (nCoV), que reúne informações atualizadas sobre o vírus, alertando sobre à transmissão local de pessoa para pessoa, e critérios para definição clínica de casos suspeitos. De acordo com o Ministério da Saúde não houve detecção de nenhum caso suspeito no Brasil, de acordo com a definição de caso suspeito da (OMS) Organização Mundial da Saúde, que considera critérios clínicos e epidemiológicos. 

O Governo Federal adotou várias ações para acompanhar o caso, evitando, no entanto medidas restritivas e desproporcionais em relação aos riscos para a saúde e o trânsito de pessoas, mercadoria e bens.

A Anvisa está seguindo orientações da Organização Mundial da Saúde, Ministério da Saúde e da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), sendo que até o momento não há recomendação para restrições de viagens. 

Informes sonoros sobre os sintomas da doença e orientação aos passageiros será divulgada pela Anvisa nos aeroportos:

– Se você tiver febre, tosse ou dificuldade para respirar dentro de um período de 14 dias, após viagem para a cidade de Wuhan, na China, deve procurar uma unidade de saúde mais próxima e informar a respeito da sua viagem;

– Para proteger sua saúde, siga medidas simples, que podem evitar a transmissão de doenças:

1) Lave as mãos frequentemente com água e sabão, senão tiver água e sabão utilize álcool gel;

2) Cubra o nariz e a boca com lenço descartável ao tossir ou espirrar, descarte o lenço no lixo e lave as mãos;

3) Evite aglomerações e ambientes fechados, procurando manter os ambientes ventilados;

4) Não compartilhe objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;

5) Procure o serviço de saúde mais próximo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *