APLICATIVO DA SAÚDE CAUSA SOBRECARGA AOS MÉDICOS EM GUARULHOS.

Sindicato dos Médicos de São Paulo (Simesp) está questionando a Prefeitura de Guarulhos, devido a uma sobrecarga aos profissionais da saúde após a implantação do aplicativo para marcação de consultas via internet.

De acordo com o Sindicato dos Médicos de São Paulo (Simesp) os médicos estão atendendo 8 pacientes por hora, quando o ideal seriam 4 pacientes por hora, dando uma atenção melhor a cada consulta e ao paciente.

A Prefeitura por sua vez, nega a sobrecarga e afirma que o sistema de atendimento de 4 pacientes por hora, foi criado pela Secretaria Municipal de Saúde e está dentro dos padrões norteados pelo sistema de saúde.

A Prefeitura esclareceu que no sistema antigo de atendimento aos pacientes havia um absenteísmo de 25% a 30% de consultas marcadas e esta falta prejudicava os demais atendimentos e com a aplicação do novo sistema, a transposição do agendamento para o sistema informatizado, trouxe em um primeiro momento um fluxo maior de atendimento, o que gradativamente será normalizado.

Para o leitor ter um melhor entendimento, com a transposição da agenda para o aplicativo houve um overbooking (excesso de reservas) como acontece na aviação.

Pelos cálculos da administração municipal, se havia a cada hora até 30% de pacientes que faltavam na consulta, foram transferidos para o aplicativo 1 consulta a mais para cada especialidade.

Por tanto o que aconteceu foi uma sobrecarga no atendimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *