BLOCO FOI DISPERSADO NO CENTRO.

APRESENTAÇÃO DE BLOCO NA REGIÃO CENTRAL TERMINA EM CONFUSÃO COM A PM

Entre o final da tarde e início da noite deste domingo 23.02, o grupo de eventos de black music “Bloquinho da Blackout” se reuniu na Rua Dom Pedro II para sua apresentação, mas devido a uma suposta discordância com a liberação de uma atração, acabou com a Polícia Militar utilizando bombas de efeito moral para dispersar as pessoas.

Várias pessoas postaram vídeos com a confusão nas redes sociais. E outros internautas comentaram que a ação da Polícia Militar começou quando algumas pessoas começaram a depredar lojas no entorno da Rua Dom Pedro II.  

A organização do evento postou uma nota oficial em sua página no Facebook, onde não cita que a Polícia Militar utilizou bombas de efeito moral, confiram a nota na íntegra:

 “Todos nós sabemos da magnitude da festa Blackout e o nosso primeiro bloco não seria diferente. Nosso público é muito comprometido com os nossos eventos e como de esperado, lotamos a Rua Dom Pedro II. Acontece que a Polícia Militar de São Paulo compareceu ao local e não permitiu a entrada do Paredão Terrorista na praça. Sem som não tem como fazer carnaval, fato! A equipe de produção ficou mais de 3 horas em um insistente diálogo com os comandantes da PM, porém, sem sucesso. Para garantir a segurança de todos e todas, nós da equipe chegamos a  adiar a saída do Bloco Blackout, pois nossa obrigação é garantir o bem estar do nosso público e não podemos colocar em risco a integridade de vocês. Se a produção do evento passasse por cima das ordens dos militares poderíamos correr o risco da segurança pública entrar em conflito com o nosso público e a última coisa que nós da Blackout queremos é colocar nosso público em situação de violência. Pedimos encarecidamente a compreensão de todos e todas, estávamos com todas as licitações conforme a secretária de cultura solicitou mas mesmo assim fomos impedidos de realizar nosso evento por conta da proibição da Polícia Militar. A secretária de cultura juntamente com a prefeitura de Guarulhos colaborou para a realização do bloco mas a força militar não permitiu a realização do evento. Logo mais informaremos detalhes do próximo evento, espero que todos compreendam a nossa situação. Nós não iremos parar, a Blackout não será silenciada e logo menos vamos ocupar as ruas com as devidas estruturas para ninguém proibir nossas ações. Atenciosamente, Equipe Blackout.” 

A Polícia Militar não se pronunciou até o momento, porém informações que nos chegaram é de que a Polícia evitou depredações na Rua D.Pedro e adjacências.

Não se sabe se houve infiltração de baderneiros no evento, mas a Polícia logo despertou estes arruaceiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *