BOVESPA OPERA EM FORTE ALTA NESTA SEGUNDA-FEIRA

O principal índice da bolsa de valores brasileira, a B3, opera em alta nesta segunda-feira (25). O mercado abriu com a percepção de que a reunião ministerial do dia 22 de abril não trouxe fatos que possam desestabilizar de imediato a cena política brasileira.

O vídeo teve o sigilo levantado na última sexta-feira (22) pelo ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal, e faz parte da investigação sobre interferência do presidente Jair Bolsonaro na Polícia Federal. Trazem também uma tendência positiva as notícias de retomada econômica de países que se recuperam da pandemia do novo coronavírus.

Às 10h30, o Ibovespa subia 3,41%, a 84.974 pontos.

No último pregão, de sexta-feira, o Ibovespa caiu 1,03%, a 82.173 pontos.

Apesar da série de feriados antecipados pela prefeitura e governo do Estado de São Paulo, a B3 mantém desde a semana passada todas as suas atividades de negociação, registro, custódia, compensação e liquidação de operações, em horários regulares.

Nesta segunda-feira (25), o governo do Estado conseguiu aprovar a antecipação do feriado de 09 de julho. “Não haverá, no mercado de bolsa, negociação e liquidação no dia 11/06/2020, ficando mantido o calendário original anual, mesmo tendo havido antecipação de feriado em São Paulo”, informou.

As medidas coordenadas entre o prefeito Bruno Covas e o governador João Doria, ambos do PSDB, tentaram criar um “feriadão” de até seis dias para ajudar no isolamento da cidade e, assim, ajudar a conter o alastramento da Covid-19.

Mesmo sem interrupção das negociações em São Paulo, o pregão desta segunda-feira (25) deve registrar menor liquidez por causa do feriado do Memorial Day nos Estados Unidos, que paralisa as negociações em Wall Street.

As bolsas asiáticas fecharam em alta nesta segunda, apesar de o avanço ter sido limitado pelas tensões entre a China e os Estados Unidos após o surgimento da nova lei de segurança nacional em Hong Kong. Impulsionados pelos ganhos nas empresas de consumo, o índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, subiu 0,14%, enquanto o índice de Xangai teve alta de 0,15%.

Em Tóquio, o índice Nikkei avançou 1,73%, a 20.741 pontos. Em Seul, o índice KOSPI subiu 1,24%, a 1.994 pontos. E, em Taiwan, o índice TAIEX registrou alta de 0,56%, a 10.871 pontos.

Na Europa, o destaque é a recessão alemã. A principal economia da Europa entrou em recessão, com recuo de 2,2% do Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro trimestre deste ano na comparação com os três últimos meses de 2019. Foi a maior queda trimestral desde 2009, confirmando dados prévios divulgados no dia 15.

Ainda assim, os principais índices europeus subiam nesta segunda-feira, otimistas com o alívio de restrições econômicas nos países mais afetados pela pandemia do novo coronavírus. O índice DAX, de Frankfurt, apresenta alta de 2,52%. Em Paris, o CAC 40 sobe 1,68% e, em Madri, o IBEX 35 avança 2,03%.

Em Londres, o FTSE registra queda de 0,37%.

G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *