BRASILEIRO: INTERNACIONAL E FLAMENGO FAZEM JOGO DECISIVO NO MARACANÃ

Decisão é a palavra que resume o confronto entre o líder Internacional (com 69 pontos) e o vice Flamengo (com 68) no Maracanã neste domingo (21), a partir das 16h (horário de Brasília). Se o Colorado vencer, leva a taça de campeão Brasileiro, feito que não atinge há 41 anos (desde 1979). Já o Rubro-Negro, pela primeira vez, terminaria uma rodada na liderança da competição.

Restando apenas duas rodadas para o término do Brasileirão, o comentarista Márcio Guedes afirma que o duelo é decisivo: “Tenho a impressão de que é uma final antecipada. Se o Inter vencer, é campeão. Caso o Flamengo ganhe, tem tudo para derrotar o São Paulo na rodada final. No jogo de domingo, se prevalecer a parte física ou a motivacional, pode dar Internacional, mas se for o aspecto técnico, o Flamengo, que é o melhor time do campeonato, deve sair vitorioso”.

Apenas um ponto separa as duas equipes na tabela. Aproveitamentos tão parecidos foram conquistados de formas diferentes. De um lado, os gaúchos têm a melhor defesa do campeonato, com 33 gols sofridos. Do outro, os cariocas possuem o ataque mais eficiente, tendo balançado a rede dos adversários em 65 oportunidades. Os números mostram estratégias distintas adotadas pelos treinadores Abel Braga, do Internacional, e Rogério Ceni, do Flamengo.

Abel e Ceni assumiram o comando de suas equipes no decorrer do Brasileirão, respectivamente nas vagas deixadas pelo argentino Eduardo Coudet e pelo espanhol Domènec Torrent. Além disso, tiveram que lidar com eliminações dolorosas nas quartas de final da Copa do Brasil e nas oitavas de final da Libertadores. No Brasileirão, um deles tem a oportunidade de dar a volta por cima.

“O Rogério Ceni é muito contestado porque só deu certo no Fortaleza. No próprio Flamengo cometeu erros quase fatais em jogos anteriores. Se levar o título, dará a volta por cima e solidificará sua carreira como treinador. Já Abel, que tem um currículo invejável, estava sendo visto como ultrapassado e teve alguns percalços. Entretanto, agora, se reabilitou no Internacional. Esta conquista vai ser importante para qualquer um dos dois”, declara Márcio Guedes.

A confiança da vitória passa muito pelos pés de quatro jogadores. Pelo lado dos rubro-negros, os atacantes Gabriel e Pedro fizeram 26 dos 65 gols do time no Brasileirão. Já os gaúchos viram o artilheiro Thiago Galhardo e Yuri Alberto marcarem 27 dos 60 gols da equipe. As duplas foram responsáveis por mais de um terço dos gols marcados por suas equipes. Além disso, o jogo aéreo é fundamento a ser explorado. O Colorado foi o time que melhor utilizou esta arma, tendo feito 18 gols. Os cariocas vêm na sequência, com 15. Por outro lado, a bola parada não foi produtiva. Ambos os times não balançaram as redes adversárias usando este recurso.

Neste domingo saberemos o que acontecerá: se o Saci dará a volta olímpica ou se o Urubu manterá o campeonato em aberto até a última rodada, como fez em 2009, quando levantou a taça.

FOTO: RICARDO DUARTE/INTERNACIONAL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *