CAMPANHA DO GOVERNO FEDERAL É QUESTIONADA PELO GOVERNADOR JOÃO DÓRIA

O governador do Estado de São Paulo, João Doria questionou “quem será o fiador das mortes no Brasil” provocadas pela pandemia do coronavírus. 

A declaração foi dada durante uma entrevista coletiva, nesta sexta-feira (27), quando o governador fazia a vistoria das obras no Estádio do Pacaembu, onde será instalado o hospital de campanha para pacientes da Covid-19.

O pronunciamento do governador João Doria é devido à campanha do governo federal “O Brasil não pode parar”, que custou R$ 4,9 milhões e convoca os brasileiros a não deixarem o trabalho durante a pandemia, o que contraria as recomendações das autoridades de saúde, como por exemplo, a (OMS) Organização Mundial da Saúde.

O governador ainda ressaltou a necessidade em se estabelecer um discurso único durante a crise. “Há um documento oficial defendendo o isolamento, há um decreto de calamidade pública assinado pelo presidente Jair Bolsonaro, que determina o isolamento. Aí hoje temos uma campanha defendendo o fim disso. Afinal, temos quantos governos?”, questionou. 

O governador disse ainda, que o valor gasto pelo governo “deveria ser utilizado na compra de equipamentos de saúde e na comunicação correta aos brasileiros”.

O secretário de Estado de Saúde, José Henrique Germann defendeu a necessidade da manutenção da estratégia de isolamento social e que essas medidas são fundamentais para diminuir a curva de transmissão do vírus. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *