CELEBRADO EM 24 DE ABRIL O “DIA NACIONAL DE LIBRAS”

O Dia Nacional da Língua Brasileira de Sinais (Libras) é comemorado nesta sexta-feira (24), uma forma de comunicação que é utilizado pelas comunidades com problemas auditivos no país. 

Mais de 9,7 milhões de pessoas no Brasil apresentam algum grau de deficiência auditiva de acordo com o Censo de 2010 e do (IBGE) Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 

A língua brasileira de sinais é formada por gestos, sinais e expressões, o sistema possui natureza visual-motora com uma estrutura gramatical própria. 

A data comemorativa foi instituída no Brasil, principalmente como uma forma de salientar as dificuldades de acessibilidade enfrentadas por esses cidadãos, que enfrentam obstáculos que vem desde a socialização até no mercado de trabalho. 

Diversas ações estão sendo realizadas pelo Governo Federal com o intuito de viabilizar condições de acesso para essa comunidade, que obteve maior representatividade com a criação da Diretoria de Políticas de Educação Bilíngue para pessoas com deficiência auditiva pelo (MEC) Ministério da Educação, voltadas para promoção de políticas públicas de educação bilíngue: Libras e Português. As comunicações e pronunciamentos do Governo Federal têm agora acessibilidade em Libras.

O projeto Libras-GOV é uma iniciativa do Governo Federal, Sinalizando em Língua Brasileira de Sinais os espaços, contextos e expressões, que tem como proposta registrar os sinais utilizados na política, para possibilitar que todas as pessoas do país usem os mesmos símbolos. 

Entidades representativas da comunidade com problemas auditivos e os profissionais intérpretes de Libras, realizam reuniões contínuas para a elaboração de projetos de acordo com as suas necessidades. Uma comissão foi criada no MEC para discutir e elaborar com a presença e participação de especialistas, um currículo de Libras, como primeira língua, e de Português como segunda língua. 

O Programa de Formação Continuada de professores com foco na Educação Bilíngue para essas pessoas com deficiência auditiva, foi lançado pelo ministério com foco na Educação Bilíngue, em parceria com sete universidades.

O Ministério da Cidadania, através do “Projeto Sinais” promove atividades esportivas e culturais para essa comunidade de deficientes auditivos, e também realizou um fórum sobre o Direito dos Surdos e o Seminário de Tecnologia Assistiva. A meta do projeto é de atender ao menos cem pessoas, a partir dos seis anos de idade pelo núcleo da Estação Cidadania.

O Projeto desenvolvido é fruto de uma parceria entre o Ministério da Cidadania, através das secretarias Especiais do Desenvolvimento Social e do Esporte, Ministério do Turismo através da Secretaria Especial de Cultura e o Ministério da Educação. 

A iniciativa conta com o apoio do “Pátria Voluntária”, um programa coordenado pela primeira-dama Michelle Bolsonaro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *