Cuidado com os escorpiões. Previna-se.

Imagem de capa para Saiba como prevenir escorpiões em casa, o Butantan ensina
É possível prevenir a entrada de escorpiões em casa com algumas dicas passadas pelo Instituto Butantan – Foto: divulgação / Ministério da Saúde

Chegou a época dos escorpiões e é possível, sim, prevenir a presença nada agradável desses animais peçonhentos em casa. O Instituto Butantan ensina de forma prática como fazer isso.

Entre as dicas estão: fechar bem o lixo, manter a área externa de casa sempre limpa, usar telas nas janelas, observar buracos e frestas nas paredes. Também é preciso deslocar camas e móveis encostados na parede e evitar roupas de cama e mosquiteiros próximos ao chão.

Os escorpiões preferem locais quentes e úmidos, de preferência com alimento e água. Eles procuram entulhos e se infiltram em redes de esgoto, tubulações de água e de energia, que são ambientes mais escuros e úmidos.

Dicas do Butantan para evitar escorpiões em casa
  • Mantenha o lixo bem acondicionado para evitar a proliferação de insetos, que servem de alimento para escorpiões
  • Deixe o quintal e o jardim limpos, sem acúmulo de entulhos, folhas secas, lixo doméstico e materiais de construção
  • Evite que folhagens densas, como trepadeiras, arbustos ou plantas ornamentais, encostem em paredes e muros
  • Vede bem as portas com soleiras ou saquinhos de areia
  • Use telas nas janelas
  • Mantenha os rodapés íntegros e pregados na parede
  • Vede todos os ralos com tapete de borracha ou use os modelos de abre e fecha
  • Não deixe roupas sujas ou molhadas no chão
  • Ao colocar um sapato, chacoalhe antes para evitar surpresas
  • Não deixe camas e móveis encostados na parede
  • Não deixe roupas de cama e mosquiteiros encostadas no chão
  • Mantenha todos os buracos nas paredes, como espelhos de tomadas, cabos e caixas de luz fechados

Em caso de acidente

  • Lave bem o local do ferimento
  • Aplique compressa morna no local
  • Procure rápido o serviço médico mais próximo

Dados nacionais

Os acidentes com escorpiões aumentaram no país ao longo do ano.

Especialistas afirmam que o aumento está relacionado à expansão urbana e as altas temperaturas que estimulam a presença dos escorpiões em lugares que são indesejados.

A bióloga e assistente técnica de pesquisa científica e tecnológica do Biotério de Artrópodes do Instituto Butantan, Denise Maria Candido, disse que os escorpiões têm um papel importante na natureza.

“Os escorpiões desempenham um papel importante no equilíbrio ecológico como predadores de outros seres vivos e devem ser preservados, mas medidas preventivas devem ser tomadas para evitar a proliferação no meio urbano e os acidentes”, disse.

As espécies no Brasil

O Brasil abriga quatro espécies de escorpiões que são consideradas de interesse médico e registram a maior quantidade de acidentes.

O escorpião-preto-da-Amazônia (Tityus obscurus), na região Norte e no estado do Mato Grosso; o escorpião-amarelo-do-Nordeste (Tityus stigmurus), nos estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Tocantins.

E o escorpião-marrom (Tityus bahiensis), como no Centro-Oeste, Sudeste e Sul; e o escorpião-amarelo (Tityus serrulatus) em todo país, mas sobretudo em Tocantins.

É um mito

Os especialistas afirmam que há um mito de que as galinhas são eficientes para controlar a presença de escorpiões em zonas rurais e urbanas.

As galinhas realmente gostam de comer escorpiões, mas a prática de utilizá-las para espantar os bichinhos é ineficiente, segundo o Butantan.

Nos meses com temperaturas mais altas os escorpiões aparecem com mais frequência, de setembro até fevereiro nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

Os estados do Norte e Nordeste, que são predominantemente mais quentes, costumam ter incidência do bicho durante o ano todo.

Mais informações no site do Instituto Butantan

Veja como prevenir escorpiões em casa, nas dicas do Butantan:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *