ESTADO DE SÃO PAULO ESTARÁ EM QUARENTENA.

GOVERNO DE SÃO PAULO DECRETA QUARENTENA POR 15 DIAS EM TODO O ESTADO

O governador de São Paulo João Doria em entrevista coletiva, anunciou neste sábado que decretou quarentena de 15 dias em todos os municípios do estado a partir desta terça-feira (24). O período vai se estender até 07 de abril.

Trata-se de uma obrigação de fechamento do comércio e de serviços não essenciais em todo o estado de São Paulo.

Serviços essenciais nas áreas de abastecimento, saúde, alimentação, segurança e limpeza devem continuar a funcionar. Além de hospitais, clínicas, farmácias e clínicas odontológicas seguirão abertas, também poderão funcionar supermercados, hipermercados, padarias e açougues, mas serviços de alimentação preparada deverão ser suspensos a partir desta terça-feira, podendo manter apenas serviços de delivery.

Bares, cafés e restaurantes devem fechar suas portas. Se desejarem, e esta é uma decisão empresarial, esses estabelecimentos poderão funcionar através de delivery, afirmou o governador.

Bancos, serviços bancários e lotéricas continuam a funcionar normalmente.

“Nós superaremos a crise do coronavírus em São Paulo e, com certeza, em todo o Brasil”, disse o Governador.

O pronunciamento no Palácio dos Bandeirantes contou com a participação do prefeito de São Paulo, Bruno Covas, que falou sobre o trabalho de conscientização da população da capital sobre a gravidade da crise. 

“Não é apenas um ato relacionado à vigilância sanitária permanecer dentro de casa, é um ato de respeito ao próximo. Já estamos com mais de 20 carros de som percorrendo todos os pontos da periferia da cidade de São Paulo. Estamos levando informação para poder conscientizar a população”, disse o prefeito Bruno Covas.

O prefeito também comentou a respeito das medidas adotadas pela administração municipal para aumentar a capacidade de atendimento do sistema de saúde. 

“Estamos nos preparando para o pior cenário possível. Vamos ampliar em mais 499 leitos. Entregamos os 20 primeiros leitos. São 1250 respiradores que temos na cidade. Mais dois mil leitos de baixa complexidade já liberados os recursos. Esses dois mil leitos também com respiradores. É esse trabalho conjunto entre prefeitura, estado e queria agradecer também ao Ministério da Saúde”, afirmou Covas.

O secretário de estado da Saúde, José Henrique Germann, atualizou os números de casos em São Paulo, destacando o aumento no número de mortes.

“São 396 casos em todo o estado, agora com 15 óbitos. Temos 9 mil casos como suspeitos”, declarou.

O governador João Doria, fez um discurso antes de anunciar as medidas com orientações para a população, pedindo solidariedade para que os idosos não saiam de casa, prestando apoio aos profissionais de saúde e solicitando para que as pessoas não frequentem igrejas.

“É importante que não frequentem templos, não vá a nenhum tipo de templo e igreja. A oração pode ser feita de casa, com seus familiares. Estão todos adaptando o formato das suas missas. Não é momento de política, campanha eleitoral, não é o momento de agressões verbais e nem escritas”, declarou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *