NÃO TEVE ACÔRDO E MÉDICOS DECIDEM MANTER A GREVE.

Na tarde desta quinta-feira, 05.12, na audiência de conciliação no Tribunal de Justiça de São Paulo,não houve acôrdo entre o Sindicato dos Médicos e a Prefeitura de Guarulhos, e com isto a paralisação irá continuar. 

O movimento grevista tem se pautado em atender os pacientes dentro do estabelecido pela Justiça e não pelas consultas marcadas pelo aplicativo da Prefeitura o que vem causando um atraso no atendimento na rede de saúde.

Os médicos argumentam que o atendimento de quatro pacientes por hora é uma sobrecarga de trabalho, afirmam que para garantir mais qualidade nas consultas o número de atendimentos por hora seria de três pacientes, e que desta forma se o atendimento não atender os padrões estabelecidos pelos protocolos médicos, o paciente poderá correr risco de vida e a responsabilidade recairá ao médico que o atendeu.

Na saúde da população a pressa é a inimiga do paciente e amiga da doença, alegam alguns profissionais da área.

No sábado dia 07.12 está programada uma carreata a favor das reivindicações dos profissionais de saúde e no próximo dia 08 de dezembro haverá a MARCHA PARA A SAÚDE JÁ, e este problema da greve, está neste momento arregimentando a população para participar do movimento, onde se espera pelo menos 10.000 pessôas na Praça Getulio Vargas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *