MOTORISTA PARADO EM PONTO FINAL DE ÔNIBUS É EXECUTADO.

Gravações das câmeras do coletivo devem ser peça chave para identificação do suspeito que fugiu sem levar nada. Caso tem características de execução

Polícia trabalha com hipótese de execução

Para a polícia foi execução.

O motorista de ônibus Josino Alves, de 42 anos, foi morto a tiros na noite desta segunda-feira (20) na Estrada Antônio Acácio Batista, na Vila Nova Bonsucesso, em Guarulhos, na Grande São Paulo.

De acordo com a polícia, uma testemunha relatou que Josino foi surpreendido pelo suspeito enquanto estava dentro do coletivo, no ponto final da linha. A testemunha afirma ter ouvido pelo menos três disparos e que, em seguida, o suspeito teria fugido sem levar nada.

A polícia, a princípio, descarta a possibilidade de roubo e suspeita de execução. Já foram requeridas as imagens das câmeras do coletivo, que serão imprescindíveis para identificação do autor do crime e esclarecimento dos fatos.

A vítima trabalhava como motorista há 3 anos no trajeto que vai da região da Grande São Paulo até o metrô Armênia, no centro da capital. O ponto final, local do crime, fica numa zona a cerca de 20 km do centro de Guarulhos.

A empresa responsável pela linha, Viação Transdutra Ltda., lamentou a morte do motorista por meio das redes sociais. 

A vítima era de Minas Gerais mas foi sepultada, na cidade de Santa Isabel, no interior do estado de São Paulo, onde morava.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *