NOTICIA VELHA, CHOVE E GUARULHOS INUNDA.

Entra governo e sai governo e a história é sempre a mesma, chove em Guarulhos e lá vem inundação.

Mas, nas eleições os candidatos a prefeito prometem acabar com elas, mas o povo é quem acaba pagando esta conta, desta feita Guarulhos como acontece todos os anos choveu e a cidade parou, parou para ver o estrago, para ajudar os que estavam na inundação, parou o transito porque era impossivel andar e parou para recolher os pertences que poderiam ser salvos.

E ai vem a pergunta:

Porque, passar por tudo isto outra vez?

Afinal o discurso não condiz com a realidade e logo se pergunta o que faz a tal da Zeladoria da Proguaru que é a responsavel pela limpeza dos bueiros, assoreamento dos corregos e limpeza de ruas.

Quem não sabe que esta é a época de chuvas?

Todos sabem, então a prevenção é o melhor dos remédios, não é.

Mas não para o prefeito, afinal ele tem outras coisas com que se preocupar, talvez a saúde do município que está em greve, novo aplicativo da saude que foi comprado a peso de ouro, quando a Ministério da Saúde oferecia de graça, talvez o passe estudantil que está na Câmara para ser votado e não atende todos os estudantes e existe uma pressão popular para a promessa de atender todos os estudantes ser cumprida, talvez, talvez é tanta coisa que não existe espaço.

A reportagem do Guaru News esteve em alguns locais, verificando as bocas de lobo depois das chuvas de ontem que inundaram Guarulhos e pode-se perceber que não foram feitas as manutenções nas bocas de lobo e logo isto claro que provoca inundação como a verificada no Jardim Santa Francisca, Avenida Tiradentes, Paulo Faccini, Praça 8 e Bonsucesso.

Claro, a desculpa sempre será a mesma, foi o povo que deixou lixo nas ruas, o povo que jogou coisas fora e entupiu os bueiros, porém as fotos mostram que os bueiros entupiram também, por falta de limpeza nas ruas, algumas que não tiveram o prazer de receber a Zeladoria da Proguaru a meses.

Enfim, deve estar faltando mão de obra na Proguaru, mas somente no braçal da Zeladoria, porque na área chamada administrativa, falta mesa e cadeira para tantos assessores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *