NÚMERO DE PACIENTES INTERNADOS COM COVID-19 AUMENTA NO ESTADO DE SÃO PAULO

O estado de São Paulo registrou um novo recorde de internações pelo novo coronavírus: há 2.332 pessoas internadas com a doença na tarde desta quarta-feira (15). Dessas, 1.200 estão em leitos de enfermaria e 1.132 em Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). Há ainda 3.663 internações de casos suspeitos, que aguardam resultado do teste de Covid-19, 2.287 em enfermaria e 1.376 em UTI.

A taxa de ocupação das UTIs dos hospitais mais procurados na capital varia de 62%, percentual registrado no Hospital São Paulo, a 100%, valor verificado na UTI do Hospital Emílio Ribas, segundo a Secretaria Estadual da Saúde.

“O Emílio Ribas tem hoje 30 leitos de UTI e os 30 leitos estão ocupados. Vão abrir mais 20 leitos em um prazo de duas semanas. Então, o Emílio Ribas que tem hoje 30 leitos terá, em duas semanas, 50 leitos”, prometeu o médico David Uip, coordenador do centro de contingência contra a doença no estado. 

Maiores taxas de ocupação de UTI:

– Hospital Emílio Ribas: 100%;

– Hospital Geral de Pedreira: 87%;

– Hospital Geral Vila Nova Cachoeirinha: 86%;

– Hospital das Clínicas: 83%;

– Hospital Regional de Ferraz de Vasconcelos: 67%;

– Hospital São Paulo: 62%.

Maiores taxas de ocupação na enfermaria:

– Hospital Geral Vila Nova Cachoeirinha: 86%;

– Instituto Emílio Ribas: 80%;

– Hospital São Paulo: 73%;

– Hospital das Clínicas: 73%;

– Hospital Regional de Ferraz de Vasconcelos: 71%;

– Hospital Geral de Pedreira: 71%.

Para David Uip, os dados mostram que o coronavírus já está pressionando o sistema de saúde de São Paulo. “Isso mostra claramente a pressão no sistema público de saúde através da observação de grandes hospitais na região metropolitana de São Paulo. Nós temos hospitais já com números elevados de pacientes na enfermaria e na unidade de terapia intensiva”, disse David Uip. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *