OPERAÇÃO STATUS APREENDE R$ 230 MILHÕES

No Brasil, as autoridades estão realizando o sequestro de 42 imóveis, duas fazendas, 75 veículos, embarcações e aeronaves e, no Paraguai, dez imóveis,
Operação foi batizada de Status

A PF (Polícia Federal) deflagrou nesta sexta-feira (11) a operação Status para combater lavagem de dinheiro do tráfico de drogas. A Justiça determinou o sequestro de R$ 230 milhões em patrimônio do tráfico no Brasil e no Paraguai.

No Brasil, as autoridades estão realizando o sequestro de 42 imóveis, duas fazendas, 75 veículos, embarcações e aeronaves. Os valores somados atingem R$ 80 milhões em patrimônio adquirido pelos líderes da organização criminosa. No Paraguai, são sequestrados dez imóveis, no valor aproximado de R$ 150 milhões.

Veja os mandados cumpridos no Brasil e no Paraguai:

Campo Grande (MS) – 14 mandados de busca e apreensão e três mandados de prisão preventiva;

Ponta Porã (MS) – nove mandados de busca e apreensão;

Dourados (MS) – dois mandados de busca e apreensão;

Cuiabá (MT) – três mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão preventiva;

Barra do Garças (MT) – duas fazendas com mandado de busca e apreensão;

Primavera do Leste (MT) – dois mandados de busca e apreensão;

Curitiba (PR) – quatro mandados de busca e apreensão;

Londrina (PR) – um mandado de busca e apreensão;

São Paulo (SP) – cinco mandados de busca e apreensão;

Rio de Janeiro (RJ) – um mandado de busca e apreensão.
No Paraguai são cumpridos quatro mandados de prisão preventiva e busca e apreensão.

Segundo a PF, “o esquema criminoso investigado tinha como ponto principal a lavagem de dinheiro do tráfico de cocaína, por meio de empresas de ‘laranjas’ e empresas de fachada, dentre as quais havia construtoras, administradoras de imóveis, lojas de veículos de luxo, dentre outras. A estrutura, especializada na lavagem de grandes volumes de valores ilícitos, também contava com uma rede de doleiros sediados no Paraguai, com operadores em cidades brasileiras como Curitiba, Londrina, São Paulo e Rio de Janeiro”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *