PDT DE GUARULHOS TEM DISPUTA ACIRRADA PELA PREFEITURA

A imprensa vem divulgando que o deputado estadual Márcio Nakashima não é candidato a prefeito em Guarulhos e que o atual presidente da sigla Armando Matos será o candidato apesar de suas estreitas ligações com o atual prefeito Guti.

Por analogia é compreensível esta briga política pois Armando Matos não quer que o deputado Márcio Nakashima seja candidato a prefeito contra o interesse de alguns membros do partido que fazem parte da atual administração e com isto alguns cargos perderiam seu cpf.

Bom, acontece que esta briga por interesses está preocupando até a executiva nacional que está com um pepino nas mãos entre lançar Márcio Nakashima contra as pretensões do presidente local da legenda o PDT.

Curioso, que tudo isto traz uma enorme preocupação aos candidatos a vereador(a), porque é matemático que um partido que tenha uma cabeça de chapa para prefeito tem mais chances de fazer vereadores(as) e talvez até o prefeito do que um partido que não tenha nenhum candidato.

Nestas eleições o nome de Márcio Nakashima está em alta, devido ao bom trabalho que vem sendo realizado por ele e seu grupo PDO Parlamentares em Defesa do Orçamento investigando irregularidades nas verbas governamentais da pandemia, onde grassa em todo País uma série de irregularidades em compras de aluguel das famosas tendas, dos respiradores, do álcool, máscaras, alimentação e outros equipamentos a mais, inclusive nesta semana houve uma operação policial na cidade prendendo algumas pessoas que vendiam produtos sem eficácia nenhuma nos exames de PCR.

O momento partidário é para Márcio Nakashima, onde seu nome está em alta politicamente e o seu partido é uma opção dos chamados centro-esquerda, mas quem tem o partido nas mãos (até agora) é Armando Matos e com a executiva indicada por ele, será candidato quem ele apoiar.

Este final de semana promete muito pois Nakashima tem afirmado que não vai apoiar o atual prefeito Guti de forma alguma e Armando já tem outra opinião.

Alguém arriscaria um palpite?

De um lado um deputado atuante, de outro os interesses partidários.

E os candidatos a vereador?

A quem interessa essas posições?

Com a palavra a executiva estadual e Carlos Lupi.

Que prevaleça a ética e não o beija as mãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *