PROFESSORES VÃO A CÂMARA PARA MANIFESTO.

No dia dedicado aos professores, vários foram a Câmara Municipal  durante a sessão  desta terça-feira dia 15.

O motivo da participação na Câmara foi contra a possível terceirização das creches e provocou o encerramento dos trabalhos dos vereadores antes do previsto.

No manifesto citaram que a prefeitura, por meio da Secretaria de Educação, publicou em junho portaria que estabelece normas para a celebração de contratos de parcerias com entidades não governamentais ou privadas para a gestão de unidades educacionais direcionadas para crianças de até 3 anos e 11 meses, o que eles não concordam.

O líder do governo o vereador Eduardo Carneiro (PSB), afirmou entender que o manifesto dos professores foi orquestrado pelo Partido dos Trabalhadores e os professores presentes eram petistas.

Ele também classificou como justificativa para a medida adotada pela prefeitura o fato da prefeitura não ter quadro suficiente para atendimento dessa demanda e a falta de recursos para manter as unidades que serão contempladas.

 Já a vereadora Genilda Bernardes do PT, acredita que a gestão de Guti não é capaz de eliminar o déficit educacional desta faixa etária e tampouco de discutir o assunto com os interessados e que suas decisões não partem da necessidade da população.

“Tudo o que se discute nesta Casa ou que falam contra o Guti, a culpa é do PT. E caso isso seja verdade, provavelmente estaremos eleitos na próxima eleição” afirmou aos presentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *