Relatório da reforma da previdência é apresentado com mudanças

O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) entregou, nesta terça-feira (27), o relatório sobre a reforma da Previdência para o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, e para a presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Simone Tebet (MDB-MS), no gabinete da presidência. Em entrevista coletiva, ele adiantou que propôs a retirada de alguns pontos do texto da PEC 6/2019aprovada na Câmara.

As mudanças no pagamento de Benefício de Prestação Continuada (BPC) e no valor do pagamento da pensão por morte são alguns desses pontos. A supressão das alterações dos benefícios não implica volta do texto à Câmara dos Deputados. De acordo com Tasso Jereissati, com as alterações que ele fez, a economia que a reforma gerará para o governo passará de R$ 930 bilhões para R$ 1,350 trilhão.

Tasso também sugeriu a adesão de estados e municípios às novas regras por meio de uma PEC paralela, que ainda precisará de 27 assinaturas para começar a tramitar como proposição autônoma.

Simone Tebet admitiu que pode convocar reunião extraordinária da CCJ se não houver acordo para a leitura do relatório na comissão nesta quarta-feira (28). Davi elogiou o trabalho dos dois senadores à frente de um tema tão importante para o país e disse que “está trabalhando para que o Plenário vote a proposta já em segundo turno até o dia 10 de outubro”.

Fonte: Agência Senado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *