RETROESCAVADEIRAS TRABALHAM NA ABERTURA DE SEPULTURAS EXTRAS

Cerca de 13 retroescavadeiras começaram a trabalhar na abertura de sepulturas extras neste sábado (18) no Cemitério da Vila Formosa, na  zona leste de São Paulo.

De acordo com o (Sindsep) Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública e Autarquias no Município de São Paulo, o Cemitério estava trabalhando com o auxílio de apenas quatro máquinas, mas neste sábado recebeu um lote extra de máquinas, a fim de atender o aumento da demanda de sepultamentos após a pandemia de coronavírus na capital paulista. 

A Prefeitura de São Paulo, através da Secretaria das Subprefeituras, informou por meio de nota, que a ação no Cemitério da Vila Formosa faz parte do “Plano de Contingência do Serviço Funerário, que será detalhado nos próximos dias”.

Na quarta-feira (15), o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, assinou um decreto criando o Comitê Intersecretarial de Contingência Funerária, que vai administrar o chamado “Plano de Contingência do Serviço Funerário”, da cidade durante a pandemia do coronavírus. Segundo o prefeito, a criação do grupo é uma medida emergencial que serve para planejar, propor, acompanhar e articular as ações relativas aos procedimentos preparatórios para realização dos funerais decorrentes de óbitos pela Covid-19 na cidade.

“Vamos fazer tudo o que for possível para não termos em São Paulo as cenas lamentáveis que vimos pelo mundo. Do Equador a Nova York, a questão do enterro dos mortos vítimas desta pandemia tem sido um desafio. Queremos estar preparados e organizados para minimizar a dor das famílias e garantir, dentro das limitações que o momento impõe, que as pessoas possam ter um sepultamento digno e organizado”, afirmou o prefeito.

O comitê é composto por membros das secretarias municipais do Governo, Segurança Urbana, Saúde, Justiça e das Subprefeituras, que atualmente é responsável pelo Serviço Funerário da capital paulista.

“A intenção é que cada pasta passe a colaborar com o Serviço Funerário Municipal, facilitando as decisões, além de garantir mais agilidade aos processos e organizar toda a sua estrutura”, afirmou um comunicado emitido pela Prefeitura de São Paulo. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *