SÃO PAULO VACINA UM PROFISSIONAL DE SAÚDE A CADA 3 MINUTOS

O Governo do Estado de São Paulo vacinou desde domingo (17) 16.726 profissionais de saúde contra o coronavírus, até as 13h46 desta quarta-feira (20). Isso equivale a uma pessoa imunizada a cada três minutos, segundo destacou o Governador João Doria durante a coletiva de imprensa realizada no Palácio dos Bandeirantes, para a atualização das ações de combate à pandemia de COVID-19.

“Esse é um esforço coordenado pela Secretaria de Saúde do Estado, com estrutura, logística, com produtos, com seringas, com agulhas, com equipamentos de proteção individual, com insumos, com programa de treinamento de mais de 18 mil profissionais, com 5 mil pontos de doses e que serão ampliados para 10 mil tão logo tenhamos um volume maior de vacinas”, disse o Governador João Doria.

A imunização no Estado teve início no domingo, com as primeiras doses aplicadas no Hospital das Clínicas de São Paulo. A contagem em tempo real das pessoas vacinadas no estado pode ser acompanhada através da plataforma desenvolvida pela Secretaria de Comunicação do Estado, o “Vacinômetro”. Disponível no portal do Governo de São Paulo, o “Vacinômetro” é alimentado diretamente com as informações do “Vacivida”, plataforma digital integrada para monitorar toda a campanha de vacinação.

Neste primeiro momento, profissionais de saúde, idosos com mais de 60 anos e pessoas com deficiência vivendo em instituições de longa permanência, indígenas aldeados e quilombolas receberão as doses. Estes públicos são prioritários considerando os critérios de exposição de infecção e risco para agravamento ou óbito pela doença.

O Governador João Doria reforçou que a imunização dos quilombolas que vivem no Vale do Ribeira começa no sábado (23). “Lamentavelmente a população quilombola foi excluída do programa nacional de vacinação pelo Governo Federal. Em São Paulo, os quilombolas serão vacinados. Não é um fato novo”, frisou. Já a imunização dos indígenas aldeados terá início na sexta-feira (22).

Até esta quarta-feira, 500 mil doses da vacina contra o coronavírus foram distribuídas em 13 diretorias regionais de saúde em todo o estado, totalizando 123 municípios atendidos. Também nesta quarta serão distribuídas outras 125 mil doses de vacinas a outros 76 novos locais. A expectativa é que os 645 municípios do Estado recebam o quantitativo de vacina do Butantan dentro do PNI.

“Isso é importante porque os municípios estão realmente ansiosos e trabalhando freneticamente para vacinar a população”, citou a Coordenadora do Controle de Doenças da Secretaria de Saúde do Estado, Regiane de Paula. Diariamente, a Secretaria de Saúde divulgará os próximos destinos e quantitativos, dando transparência aos estoques previstos para cada local.

A divisão das grades de vacinas foi baseada no quantitativo proporcional previsto para São Paulo conforme o PNI. O total de 1,5 milhão de doses é a referência para trabalhadores de saúde baseado na última campanha de vacinação contra a gripe. Esta mesma referência é utilizada para cálculo das grades regionais e para cada cidade.

A campanha de imunização contra a COVID-19 em São Paulo será desenvolvida segundo a disponibilidade das remessas do órgão federal. À medida que o Ministério da Saúde viabilizar mais doses, as novas etapas do cronograma e públicos-alvo da campanha de vacinação contra a COVID-19 serão divulgadas pelo Governo de São Paulo.

Atualização dos casos

A taxa de ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) está em 70% em todo o estado. O número atualizado desta quarta-feira é de 1.658.636 casos positivos de coronavírus, com 50.652 óbitos. A média móvel dos últimos sete dias está em 11.645 casos novos, com aumento de 7% em relação à semana anterior.

“Gostaríamos de vacinar mais, muito mais, mas frente esse quantitativo limitado de doses, tivemos que priorizar os profissionais trabalhadores da área de frente da COVID-19. Não podemos perder estes profissionais ou afastar estes profissionais que tanto precisamos nesse momento, principalmente agora nessa recrudescência da pandemia no nosso estado”, disse o Secretário de Saúde do Estado, Jean Carlo Gorinchteyn.

Uma nova reclassificação do Plano São Paulo será feita na coletiva de imprensa da próxima sexta-feira (22).

Vacina Já

O www.vacinaja.sp.gov.br foi desenvolvido para agilizar a campanha de vacinação contra o COVID-19 no estado. Nele, todas as pessoas aptas a receber a vacina do Butantan podem fazer um pré-cadastro. Nesta primeira etapa, o grupo prioritário é formado por profissionais de saúde, indígenas e quilombolas.

O pré-cadastro não é um agendamento, mas vai garantir um atendimento mais rápido nos locais de vacinação e evitar a formação de aglomerações. O fornecimento das informações é opcional, mas a participação de cada um vai ajudar toda a sociedade.

Quem não fizer o pré-cadastro não precisa se preocupar, pois a vacinação também será feita sem ele. Apenas será necessário fazer o cadastro completo na unidade de vacinação. A maior parte dos profissionais de saúde vai receber a vacina nos seus locais de trabalho.

Atenção: O Governo do Estado de São Paulo não envia mensagens de texto (SMS) com links ou realiza contato telefônico para solicitar ou validar dados e informações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *