SINDICATO AMEAÇA GREVE DE ÔNIBUS

O Sindmotoristas, sindicato que representa os motoristas e cobradores de ônibus na capital de São Paulo, ameaça uma greve dos trabalhadores nesta segunda-feira (11), o mesmo dia que tem início o rodízio de veículos mais severo na cidade, que vai elevar o número de passageiros no transporte coletivo, com a restrição de 50% de veículos que não vão poder circular. 

Prevendo o aumento na utilização do transporte coletivo a SPTrans vai incluir cerca de 1.000 ônibus a mais para atender a população, e outros 600 veículos vão estar a disposição dependendo da demanda.

De acordo com o comunicado do sindicato, estão previstas ações em todas as garagens de ônibus, impedindo a saída dos coletivos extras sem a presença dos cobradores. 

“Trata-se de um movimento de resistência da categoria à resolução do prefeito Bruno Covas de ampliar a frota em circulação, colocando mais mil ônibus nas ruas, porém, sem a presença dos cobradores, sem cobrador nenhum ônibus vai sair da garagem”, disse o deputado federal e presidente do Sindmotoristas, Valdevan Noventa.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *