APLICATIVO FACIAL PARA VALIDAÇÃO NA ABERTURA E ALTERAÇÃO DE DADOS DE EMPRESAS

A abertura, alterações de registros entre outras operações de uma empresa, onde antes era necessário a presença do proprietário, ou contabilista perante a Junta Comercial, agora podem ser resolvidas sem sair de casa através do “Biovalid”, uma solução digital que foi desenvolvida pelo (Serpro) Serviço Federal de Processamento de Dados.

O “Biovalid” vai possibilitar o uso da biometria facial através do celular, para a validação de identidade, como alternativa do uso do Certificado Digital, que chegam ao custo de até R$ 500. 

O desenvolvimento da tecnologia foi uma parceria do (DREI) Departamento Nacional de Registro Empresarial e Integração, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia e a (JUCERJA) Junta Comercial do Estado do Rio de Janeiro. 

O “Biovalid” já está disponível em aplicativo para os dispositivos móveis iOS e Android e faz parte das ações do Governo Federal ao promover a transformação digital do País. “O Serpro, ao disponibilizar soluções como o Biovalid, reforça seu compromisso de ser o propulsor da transformação digital no país. Buscamos cada vez mais desburocratizar e modernizar os serviços públicos e privados por meio da inteligência digital. Essa tecnologia traz grandes avanços para o Brasil ao garantir redução de custos e de tempo para os negócios”, ressaltou o diretor de Relacionamento com Clientes do Serpro, André de Cesero.

De acordo com o secretário de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, Paulo Uebel, “É fundamental desburocratizarmos cada vez mais o ambiente de negócios e aliviarmos o custo para os empreendedores, que certamente estão buscando alternativas viáveis para contornar cenários adversos. Esta é uma solução ágil, fácil e sem custo algum”.

Em 13 de março, ocorreu a primeira abertura de uma empresa no Brasil utilizando o “Biovalid” no estado do Rio de Janeiro. De acordo com a Junta Comercial, o processo de abertura da empresa ocorreu em 10 minutos. 

Nos últimos dias, cerca de 12 empresas no estado do Rio de Janeiro, já testaram a solução e eliminaram a etapa na entrega de documentos físicos para a Junta Comercial. As operações foram realizadas totalmente pela internet. Os usuários utilizaram simultaneamente o site da Junta Comercial, onde solicitam os serviços que precisam, e o aplicativo “Biovalid” para realizar a validação biométrica. 

O aplicativo “Biovalid” solicita que o usuário, inicialmente tire uma foto na hora e realize o registro das imagens de rosto como prova de vida para validar se a pessoa é ela mesma.

“A prova de vida é feita por meio de instruções simples do aplicativo, como piscar o olho e virar a cabeça, mantendo o foco em sua face no celular, de forma a verificar que é mesmo o próprio usuário quem está naquele momento, solicitando a validação de identidade. Para isso é utilizada tecnologia de inteligência artificial, evitando que uma pessoa fotografe a foto de outra, por exemplo, para tentar comprovar uma identidade pelo aplicativo. É uma forma de autenticação online, que traz segurança a todos os envolvidos”, explica o gestor de Produtos de Informação e Inteligência do Serpro, Alfredo Dias.

“O serviço Biovalid é uma plataforma de geração de tokens utilizados uma única vez com base na biometria de um titular de dados. Diferente do Certificado Digital, o produto não necessita de presença física para ser emitido, e o uso da biometria facial e da prova de vida garantem a identidade do cidadão proprietário daquela chave”, enfatiza Alfredo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *